Vale na Imprensa

Clique nos ícones abaixo para escolher a mídia:

Fechar

Renovação do Trem de Passageiros é destaque na imprensa

24/1/2014 - 3'40"

Matéria do Bom Dia Minas, da TV Globo, mostra como são os novos vagões

Dificuldades com a transmissão?
Clique aqui para obter ajuda (em inglês).
Fechar
Corporativo

Fatores da queda do minério na China são transitórios, diz Vale

Reuters - 21/1/2014 18:56:00

Fundamentos da economia chinesa continuam sólidos Preços do minério atingiram menor nível em mais de 6 meses

Os fatores por trás de uma recente queda nos preços do minério de ferro na China, para uma mínima de mais de seis meses no mercado à vista, são "transitórios", disse nesta terça-feira o presidente da Vale, Murilo Ferreira. "Os fundamentos continuam sólidos na economia chinesa, houve recentemente uma política de concessão de crédito mais dura, e certamente as siderúrgicas foram atingidas...", disse Ferreira a jornalistas após reunião no Ministério de Minas e Energia.

A China é o maior comprador de minério de ferro do mundo, enquanto a Vale é a principal produtora global dessa commodity.

De acordo com Ferreira, aqueles fatores que estão pressionando os preços não são permanentes.

"As empresas acabam trabalhando com nível de estoques mais baixos, mas é uma posição transitória", declarou.

O minério com 62 por cento de teor de ferro para entrega imediata na China .IO62-CNI=SI, uma referência do mercado, caiu 1,3 por cento nesta terça-feira, para 123,20 dólares por tonelada, menor patamar desde 8 de julho, segundo dados compilados pelo Steel Index.

Fechar
Corporativo

Otimismo e cautela no empresariado

Negócios&Cia / O Globo - 1/1/2014
Flávia Oliveira
Presidentes de empresas e entidades setoriais dizem o que esperam do ano da Copa

O tão esperado ano da Copa chegou. E com ele, expectativas variadas nas empresas brasileiras. Há quem festeje as oportunidades de vendas e investimentos, caso dos patrocinadores da festa e das grandes indústrias como Vale e L'Oréal. Mas há quem tema o calendário apertado entre o carnaval, em março, o Mundial de futebol, em junho/julho, e as eleições gerais, em outubro. No Boticário, de perfumaria e cosméticos, a previsão é de que o excesso de feriados reduzirá em até 2% as receitas do ano. Temor semelhante tem o grupo Multiplan, dono de 18 shopping no país. CNI e Firjan encergam no ano novo oportunidades de crescimento. Mas, junto com a Fiesp, reforçam a necessidade da agenda de reformas. No topo, as reduções da carga tributária e dos gargalos da infraestrutura. Presidentes de empresas e de entidades empresariais falaram à "Negócios&Cia" sobre as perspectivas para 2014. Hoje e nas edições dos próximos dias, a coluna apresenta as análises dos comandantes do PIB.

Clique nas imagens abaixo para ler a matéria completa.

Fechar
Empresas do grupo

Vale arrecada mais R$ 355 milhões com venda de ativos não estratégicos

O Estado de São Paulo - 27/12/2013

Dentro de sua estratégia de desinvestimento, mineradora se desfez de fatia de 31,3% na empresa de transporte de cargas Log-In e vendeu seus 44,25% na companhia de fertilizantes Fosbrasil; no ano, total de negócios vendidos pela Vale já atingiu US$ 6,1 bi

A mineradora Vale arrecadou ontem mais R$ 355,2 milhões com a venda de participação em ativos, dentro de sua estratégia de desinvestimentos e foco no seu negócio principal: a produção de minério de ferro.

Clique nas imagens abaixo para ler a matéria completa.

Fechar
Fertilizantes

Vale busca parceiros para área de fertilizantes e Moçambique

Brasil Econômico - 19/12/2013

Com o foco em minério de ferro, companhia confrma aumento na capacidade de transporte em Carajás, no Pará

Como parte do seu plano de desinvestimentos, a mineradora Vale deve fechar nos próximos meses a venda de participações de seus negócios de fertilizantes e na área de logística de sua mina de carvão em Moçambique, na África.

Clique nas imagens abaixo para ler a matéria completa.

Fechar
Corporativo

Vale pode ter 3º melhor resultado da história

iG - Blog do Kennedy - 16/12/2013 06:00:00

Cresceu dificuldade no mundo para obter licença ambiental, diz Murilo Ferreira

Ao “10 Perguntas”, o presidente da Vale, Murilo Ferreira, diz que a empresa pode ter o terceiro melhor resultado da história neste ano porque se tornou uma companhia “mais eficiente”. Segundo ele, a Vale foi “longe demais nesse processo de diversificação [na gestão de Roger Agnelli, seu antecessor]“. Hoje, o retorno para o acionista é maior, diz Ferreira. O presidente da Vale afirma que, em reais, a empresa investirá mais em 2014 do que em 2013. Também destaca que “em todo lugar do mundo está muito mais difícil” obter licença ambiental para projetos.

Clique aqui para ler a primeira parte da matéria.

Clique aqui para ler a segunda parte da matéria.

Clique aqui para ler a terceira parte da matéria.

Fechar
Meio Ambiente

Vale lidera em divulgação de informações na bolsa local

Valor Econômico - 10/12/2013
Luciana Seabra
É o que mostra uma pesquisa global que avaliou práticas de difusão de indicadores de sustentabilidade de empresas listadas emm 45 mercados. Por Luciana Seabra, de São Paulo.

A BM&FBovespa ficou na 21ª posição em um estudo que avaliou 45 bolsas de valores, de 40 países, no que se refere às práticas de divulgação de informações relativas à sustentabilidade. O levantamento foi feito pela CK Capital, braço de investimentos da Corporate Knights, empresa canadense de informações financeiras.

(...)

Foram avaliadas as práticas de divulgação de 3.972 companhias. No caso da bolsa brasileira, a CK considerou as empresas com capitalização de mercado mínima de US$ 2 bilhões em julho. No Brasil, apenas a Vale divulga dados relacionados aos sete indicadores. Ela é citada no relatório juntamente com a Tata Motors, da Índia, e a Digi, da Malásia, como exemplos no mundo emergente de excelência na divulgação de sustentabilidade, em meio a um pequeno grupo de 117 companhias globais que reportam os sete indicadores, apenas 3% da amostra.

Clique na imagem abaixo para ler a matéria completa.

Fechar
Investimento social

Quase US$ 1 bi

O Globo / Negócios & Cia - 7/12/2013
Flávia Oliveira

A Vale vai investir US$ 975 milhões em ações sociais e de conservação ambiental em 2014. A mineradora, na 2ª, ganha selo verde do Instituto Chico Mendes.

Fechar
Corporativo

"O mundo será liderado pela China. Felizmente"

Época Negócios - 6/12/2013
Elisa Campos

A Vale já não é mais a mesma. Ela está mais leve, nas palavras de Murilo Ferreira, seu presidente. Desde que assumiu a cadeira de Roger Agnelli, em maio de 2011, Ferreira tem se dedicado a eleger as prioridades e a reformular as estratégias da maior produtora de minério de ferro do mundo. "Decidimos ser a empresa com o melhor retorno da indústria, deixando de lado aquela ideia de ser a número 1." Na esteira da decisão, a Vale definiu os setores de minério de ferro, níquel, carvão, fertilizantes e cobre como prioritários. Os ativos das outras áreas começaram então a ser colocados à venda, estratégia que será repetida no ano que vem. Nesta entrevista, o otimista Murilo Ferreira analisa a economia brasileira ("os brasileiros, como sempre, estão reclamando"). Diz que a infraestrutura do país não é um problema ("mas, sim, uma oportunidade"). Afirma que a liderança econômica da China tornará o mundo muito mais justo e detalha seus desafios como comandante de uma companhia com 131 mil funcionários, presente em mais de 30 países. Ah, sim. O executivo também diz que vai aproveitar o recesso de final de ano para tentar dormir um pouco mais que as cinco horas habituais.

Clique nas imagens abaixo para ler a matéria completa.

Fechar
Corporativo

Vale: não queremos diversificação a qualquer preço para ser número 1

Agência Estado - 5/12/2013 15:11:00
Fernando Nakagawa e Fernanda Guimarães

Apesar de executar um plano de vender ativos no exterior, a direção da Vale disse nesta quinta-feira que a empresa segue com olhos em investimentos internacionais. O presidente da empresa, Murilo Ferreira, comentou que a empresa continua olhando para outros países, mas com racionalidade. "Não queremos fazer diversificação a qualquer preço para ser o número um", disse durante entrevista no Vale Day na capital britânica.

"Estamos fazendo um projeto em Moçambique, estamos analisando um projeto muito grande na Austrália e há outro no Canadá. O que nos diferencia da percepção equivocada que é fazer a diversificação a qualquer preço para ser o número um (do mercado). Queremos aumentar o número de projetos de classe mundial, mas não sei se serei o número um, dois ou três", disse, durante a entrevista. "O que eu quero é ter projetos de classe mundial", completou Ferreira.

Ao lado de Ferreira, o diretor de Finanças e Relações com Investidores da Vale, Luciano Siani, comentou que a empresa "simplificou bastante o portfólio de projetos" recentemente. Ao todo, foram excluídos 70 projetos que "não eram de classe mundial ou estavam geograficamente em países considerados com alto risco", explicou Ferreira.

"Tudo isso no sentido de trabalhar com mais austeridade e simplicidade", completou o presidente.

Siani disse que a Vale tem atualmente cinco grandes projetos: expansão do Sistema Norte, reposição do Sistema Sul, desenvolvimento da rede de distribuição, Nacala e Salobo.

Resultados 71-80 de 7467  «   ... 7 | 8 | 9 | 10 | ... 747  » 

Busca avançada