Início » Sala de Imprensa » Releases


Acordo entre CVRD, BR Distribuidora e Petrobras
Relações com Investidores - 31/1
 
A Companhia Vale do Rio Doce assinou no dia 31/01/03 4 contratos com a BR Distribuidora e a Petrobras.

Estes contratos regulam parte das operações logísticas de derivados de petróleo no Complexo Portuário de Tubarão, localizado em Vitória, ES e intensificam a parceria entre estas empresas.

Com a BR Distribuidora serão assinados 03 contratos:

§ Movimentação de derivados de petróleo no TGL - Terminal de Granéis Líquidos (renovação de contrato);

Através deste contrato, a CVRD prestará os serviços de controle e monitoramento do tráfego marítimo na área do TGL e a execução da amarração e desamarração dos navios tanques ao Píer.

O TGL, de propriedade da CVRD, localiza-se no Complexo Portuário de Tubarão. Operando desde 1996, o terminal é atualmente a porta de entrada para os derivados de petróleo na região, sendo responsável pelo abastecimento do estado do Espirito Santo e de regiões adjacentes.


§ Locação de área do Complexo Portuário de Tubarão para operação do TEVIT - Terminal de Armazenagem e Distribuição de Combustíveis de Vitória (renovação de contrato);

Através deste contrato, a CVRD dá em locação à BR Distribuidora, uma área de 212 mil m2, localizada no Complexo Portuário de Tubarão, onde a BR construiu e instalou , às suas exclusivas expensas, o TEVIT.

O TEVIT é uma Base de Distribuição Principal de Combustíveis operada pela BR, que juntamente com o TGL é responsável pelo suprimento logístico de derivados de petróleo do estado do Espirito Santo e de regiões adjacentes.


§ Estocagem de derivados de petróleo no TEVIT, para produtos adquiridos pelo Grupo CVRD (novo contrato).

Através deste contrato a CVRD tem garantia de tancagem no TEVIT, de 40 mil m3 de óleo diesel e óleo combustível adquiridos pela empresa.

Já com a Petrobras, o contrato é referente a implantação de tomadas e dutos de bunker no Complexo Portuário de Tubarão.

§ Atualmente o abastecimento de bunker dos navios que atracam nos Píeres do Complexo Portuário de Tubarão é realizado através da utilização de barcaças.

Estas barcaças são carregadas pela Petrobras no Píer de rebocadores da DOCENAVE e abastecem diretamente os navios nos diversos Píeres de Tubarão.

§ Através deste novo contrato o fornecimento de bunker às embarcações atracadas nos píeres I, II, III e IV do Complexo Portuário de Tubarão será feita através de mangotes acoplados diretamente aos navio.

§ Este investimento trará diversos benefícios para as 2 empresas, dentre os quais: a ampliação do mercado de bunker para Petrobras, maior agilidade ao atendimento dos navios nos diversos Píeres de Tubarão, redução dos riscos ambientais em Tubarão, pelo fato da não utilização das barcaças, além de ampliar a oferta de serviços no Complexo Portuário de Tubarão, igualando-o aos melhores portos do mundo em termos de produtividade e segurança.

Estes contratos tem valor estimado em R$ 100 milhões para o período de dez anos e prevêem a movimentação inicial anual de 1,6 milhões de m3 de derivados de petróleo no TGL e 480 mil m3 de bunker em Tubarão.
 
© 2009 - Vale. Todos os direitos reservados.