閉じる 閉じる

menu-img-alt vale-wave
Imagem de header interno Imagem de header interno
10/10/22

Logistics

Estrada de Ferro Vitória a Minas terá cerca e muros de proteção para aumentar a segurança em Nova Era

Obras serão realizadas em Praia Grande, Drummond Velho e Capelinha

A Vale iniciará a construção de cerca e de muros de proteção para aumentar a segurança da operação ferroviária da Estrada de Ferro Vitória a Minas em Nova Era. As obras fazem parte dos compromissos assumidos na renovação da concessão ferroviária, formalizada em dezembro de 2020. 

 

Os muros de proteção, feitos com placas pré-fabricadas de concreto e com telas para assegurar a visibilidade da ferrovia, serão construídos em Praia Grande e em Drummond Velho, com extensão de 205 e de 120 metros, respectivamente. Já em Capelinha, além do muro de proteção, com 485 metros, considerando os dois lados da ferrovia, será implantada uma cerca de mourão de concreto e arame, de 1.170 metros, para delimitar a faixa de domínio da Estrada de Ferro Vitória a Minas, ou seja, a área destinada à sua instalação e operação. 

 

A construção de muros de proteção em determinados trechos da Estrada de Ferro Vitória a Minas integra um conjunto de iniciativas para promover uma convivência ainda mais segura das comunidades com a ferrovia, direcionando o fluxo de pessoas e veículos para as passagens oficiais existentes, reduzindo assim os riscos de acidentes por causa de travessias em locais inadequados. 

 

O trabalho será feito por meio de frentes avançadas de obra itinerantes, montadas e desmontadas diariamente. A previsão de conclusão é no primeiro semestre de 2023. 

 

Obras de mobilidade urbana

 

Com a prorrogação da concessão da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), em 2020, a Vale se comprometeu a realizar obras que aumentarão ainda mais a segurança e a mobilidade urbana nas regiões por onde passa a ferrovia. Ao todo, serão contemplados 28 municípios em Minas Gerais e no Espírito Santo até 2030, tendo por base os critérios de priorização definidos pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e pelo Ministério da Infraestrutura após processo de ampla participação popular em audiências públicas. 

 

A Vale segue implantando ações sociais, ambientais, culturais e fomentando o desenvolvimento das regiões onde atua. A EFVM e a Estrada de Ferro Carajás (EFC) são reconhecidas pelos órgãos competentes como as mais seguras ferrovias e com melhores índices ambientais do país. 

 

A empresa também realiza um trabalho de diálogo constante com as comunidades, esclarecendo sobre os comportamentos necessários para uma convivência segura com a linha férrea. Do total de investimentos previstos na prorrogação antecipada das duas ferrovias, R$ 2,1 bilhões serão destinados à EFVM.

Lupa de pesquisa

Did not find what you were looking for? Access our Search Center 

Reparation

Our commitment to repairing the communities and people impacted by the B1 dam failure is constant. See the social, environmental and safety actions taken by Vale. 
Foto:
Onda