Fechar Fechar

Funcionária da Vale sorrindo em paisagem verde. Ela veste uniforme verde
da vale, oculos, capacete e protetores auriculares Artefato visual de onda Vale
Imagem aérea de um rio de águas turvas com um barco navegando. Aos lados há uma densa vegetação. Imagem aérea de um rio de águas turvas com um barco navegando. Aos lados há uma densa vegetação.
Uma pessoa, usando luvas, está coletando água de um rio.
Fotógrafo: Arquivo Vale
Um passarinho está posicionado em cima de um tronco de árvore.
Fotógrafo: Arquivo Vale

Temos como prioridade executar ações voltadas para recuperação da área impactada pelo rompimento da Barragem B1, em Brumadinho.

É nosso dever e nossa prioridade executar ações voltadas para a recuperação ambiental de toda a área impactada pelo rompimento da Barragem B1, em Brumadinho.

Para isso, seguimos empenhados na execução de ações de monitoramento da biodiversidade local, como água, solo e animais, além da realização de atividades voltadas para a revegetação das áreas impactadas.

Temos também o compromisso de garantir água de qualidade para as populações que dependiam da captação no rio Paraopeba.
Uma pessoa, paramentada com chapéu, máscara, colete e luvas, segura em uma mão um pote de vidro com água coletada de um rio e, com a outra mão, tira uma foto do recipiente. Uma pessoa, paramentada com chapéu, máscara, colete e luvas, segura em uma mão um pote de vidro com água coletada de um rio e, com a outra mão, tira uma foto do recipiente. Fotógrafo: Arquivo Vale
Onda

Explore a área estudada

Passe o mouse no mapa para ver mais detalhes

Conheça nossas frentes de atuação:

button-next button-next
Em um galho de árvore há cinco papagaios. Atrás deles, é possível ver uma grade.

Monitoramento da biodiversidade

Em uma área de vegetação, um homem de boné, máscara facial, colete e luvas, segura um peixe.

Biodiversidade aquática

Em uma área de vegetação, duas mulheres estão frente a frente conversando, uma delas segura uma prancheta nas mãos e a outra mexe em uma árvore.

Biodiversidade terrestre

Flor cor de rosa com fundo verde desfocado.

Monitoramento Botânico

Empregada Vale, usando máscara de proteção, está em meio a uma plantação. Ela está com as mãos sob uma planta, olhando atentamente.

Recuperação de espécies vegetais

seta-direita Deslize a tela para ver mais
As atividades estão sendo executadas em pleno acordo com a legislação e são acompanhadas por meio de reuniões, visitas de campo e relatórios por diversos órgãos públicos. Nenhuma ação é executada sem a autorização das instituições competentes.
Imagem de um rio com águas escuras. Ao lado, há uma densa vegetação. Imagem de um rio com águas escuras. Ao lado, há uma densa vegetação.

Fotógrafo: Ricardo Teles

Qualidade da água do rio Paraopeba

A recuperação do rio Paraopeba é um dos principais compromissos do nosso trabalho de reparação ambiental.

Desde o rompimento da Barragem B1, em Brumadinho, além do acompanhamento mensal realizado pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), realizamos o monitoramento da qualidade das águas do rio Paraopeba e de seus afluentes. Os dados obtidos pelos trabalhos de monitoramento são periodicamente entregues aos órgãos fiscalizadores e ao Ministério Público de Minas Gerais.

Conheça aqui todos os pontos de monitoramento que existem hoje

Passe o mouse no mapa para ver mais detalhes

Como é feito o monitoramento?

Passe o mouse no mapa para ver mais detalhes
Ícone representando duas gotas de água um tubo de ensaio Ícone representando três tubos de ensaio Ícone representando um recipiente com água e uma régua medindo a profundidade Ícone representando uma lupa e algumas moléculas ao fundo

Os trabalhos realizados são validados e acompanhados por órgãos fiscalizadores e por instituições de ensino nacionais e internacionais: Coppe-UFRJ, UFMG, UFLA, IFTM,UNESP, Universidade de Illinois (EUA) e Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro (Portugal).

Quais os resultados obtidos até hoje?

  • Desde maio de 2019, o Rio Paraopeba não recebe carreamento de rejeitos;
     
  • Os rejeitos não atingiram o rio São Francisco. Os impactos na qualidade da água foram identificados até o limite com a Usina Hidrelétrica de Retiro Baixo, em Pompéu (MG);
     
  • Não foram detectados impactos nas águas do reservatório da Usina Hidrelétrica de Três Marias, conforme demonstrado nos estudos dos órgãos ambientais;
     
  • Os níveis de Turbidez e dos metais totais, Manganês, Ferro e Alumínio, estão reduzindo progressivamente durante o período seco, e testes estatísticos de tendência comprovam essa melhora da qualidade das águas das regiões mais impactadas.
Um homem, de chapéu, máscara, óculos protetor, luvas e colete, está dentro de um barco com diversos galões e uma maleta com equipamentos. Um homem, de chapéu, máscara, óculos protetor, luvas e colete, está dentro de um barco com diversos galões e uma maleta com equipamentos. Fotógrafo: Arquivo Vale
Onda

Monitoramento em números

Passe o mouse nos ícones para ver mais detalhes

Cerca de 90 pontos de monitoramento.

14 estações telemétricas instaladas para monitoramento contínuo.

6,5 milhões de resultados de água, solo e sedimentos.

Mais de 53 mil amostras coletadas.

Cerca de 250 profissionais envolvidos neste processo;

Uma senhora usa uma mangueira para regar uma horta. Em volta dela, há diversas árvores. Uma senhora usa uma mangueira para regar uma horta. Em volta dela, há diversas árvores.

Fotógrafo: Ricardo Teles

Abastecimento de água

Após o rompimento da Barragem B1, em Brumadinho, o uso da água do rio Paraopeba foi interrompido e a Vale assumiu o compromisso, junto aos órgãos públicos competentes, de garantir o abastecimento de água de todos os munícipios impactados.

Para isso, realizamos ações corretivas (voltadas para consumo animal, irrigação agrícola e consumo humano) e preventivas (para garantir a segurança hídrica e as adequações no abastecimento público).

Até agora, a Vale disponibilizou uma vazão de:

204.060.040

L/dia para abastecimento público

Volume de água mineral fornecido às comunidades

19.306.838

milhões de litros

Volume de água disponibilizado por poços perfurados

2.384.773.800

de litros

Em um total de:

3.586.476.649

litros
Dois canos dispensam grande quantidade de água em um espaço revestido de lona preta.

Fotógrafo: Arquivo Vale

Conheça as ações que estão sendo realizadas

A ação busca garantir água de qualidade para a população que vive nas localidades entre Brumadinho e o reservatório da Três Marias.
Dentre as iniciativas de ações preventivas, está a instalação de uma barreira de contenção que circunda a captação de Bela Fama, em Nova Lima. A barreira tem cerca de 3 metros de altura e 300 metros de extensão e suas obras foram concluídas em dezembro de 2019.
Estamos desenvolvendo projetos para garantir o atendimento à demanda hídrica de RMBH correspondente a 15.000 l/s.
Também faz parte do Termo de Compromisso a elaboração do projeto de adutora de água tratada com aproximadamente 30 km de extensão. Ela ligará dois reservatórios (R10-R13), aumentando a transferência entre os sistemas de água do Paraopeba e do rio das Velhas.
Também estamos desenvolvendo estudos e projetos para implantação de nova captação de água no rio das Velhas, na região de Ponte de Arame.
O escopo também inclui a captação de água no Ribeirão da Prata, que contempla a captação a fio d’água e uma adutora de 9 km de extensão até a ETA Bela Fama.

Quer mais informações sobre o calendário de abastecimento público via caminhões-pipa?
Para saber mais sobre a solicitação de fornecimento de água potável via caminhões pipa, ligue para a Central de Atendimento: 0800 031 0831.

Os dados obtidos pelos trabalhos de monitoramento são periodicamente entregues aos órgãos fiscalizadores e ao Ministério Público de Minas Gerais.

Para conhecer os resultados técnicos oficiais, conheça nossa área de transparência
Um monitor mostra uma imagem de satélite e uma pessoa observa.

Fotógrafo: xxxxx