Fechar Fechar

Funcionária da Vale sorrindo em paisagem verde. Ela veste uniforme verde
da vale, oculos, capacete e protetores auriculares Artefato visual de onda Vale
Imagem de header interno Imagem de header interno

A Vale apresentou, na quarta-feira (07/12), durante o Vale Day 2022, sua agenda estratégica e as perspectivas dos negócios para os próximos anos. O encontro anual foi realizado de forma presencial, reunindo investidores e analistas do mercado de capitais na Bolsa de Nova York.

O Presidente Eduardo Bartolomeo fez a abertura do evento, apresentando os avanços da nossa agenda estratégica, baseada nos pilares de redução de risco, remodelação da empresa, elevação da nossa avaliação pelo mercado e disciplina na alocação de capital. Foram destacados pontos como os avanços na reparação de Brumadinho e Mariana, a busca por oportunidade de crescimento, a eficiência de custos e a segurança das barragens e operações. Bartolomeo também reforçou a nossa importante contribuição para o desenvolvimento social e econômico e a consolidação da ambição em ser líder em mineração sustentável, com foco na redução da emissão de CO² e nas medidas para mitigar as mudanças climáticas.  

Nós queremos descarbonizar o mundo. Você vê as mudanças climáticas acontecendo agora no Brasil com um clima cada vez mais estranho e ocorrência de fortes chuvas neste ano e também em 2020. As mudanças climáticas já estão aí e as pessoas precisam se conscientizar disso, porque se nada for feito todo mundo vai sentir o impacto e não só no minério, mas em todos os sentidos. Por isso estamos falamos de revolução energética. E por isso que não estamos apenas falando da boca para fora, estamos atuando para reduzir as emissões de carbono de nosso negócio”

Eduardo Bartolomeo

Presidente
Além de Bartolomeo, os vice-presidentes executivos Marcello Spinelli, de Ferrosos, Deshnee Naidoo, de Metais Básicos, e Gustavo Pimenta, de Finanças e Relações com Investidores também participaram do evento e conduziram apresentações sobre as oportunidades da Vale nos materiais de transição energética, o nosso posicionamento como uma empresa que oferece soluções para a siderurgia e a necessidade de disciplina operacional e controle de custos.

Confira os principais pontos divulgados no Vale Day 2022:

O vice-presidente executivo de Ferrosos, Marcello Spinelli, falou sobre as transformações que vêm ocorrendo no mercado siderúrgico e como nós temos as soluções para atender as novas necessidades. Os compromissos com as mudanças climáticas aceleraram o processo de descarbonização no setor siderúrgico. O seu impacto no mercado precisa ser considerado e temos investido em inovação e tecnologia para nos tornarmos uma empresa de soluções para a siderurgia, buscando uma mineração cada vez mais sustentável e com qualidade na sua produção. 

Spinelli ressaltou que o uso de produtos aglomerados como nossas pelotas e os briquetes verdes são essenciais para alcançarmos o nosso compromisso de reduzir 15% das emissões líquidas de escopo 3 até 2035. Neste ano, assinamos três acordos com autoridades e clientes locais para o desenvolvimento de Mega Hubs na Arábia Saudita, nos Emirados Árabes Unidos e em Omã, onde vamos concentrar minério de ferro e produzir briquetes verdes, que serão utilizados na produção de HBI (ferro-esponja de alta qualidade) e outros produtos siderúrgicos. Essas soluções contribuem com a redução significativa das emissões de CO2 em toda a cadeia e criarão um valor substancial para os clientes, sociedade e acionistas.   

“Nós sabemos dos nossos problemas, estamos lidando com eles, temos um plano realista para resolvê-los. Mas o que eu gostaria de destacar é que  estamos nos transformando em uma empresa de soluções para a siderurgia ” – Marcello Spinelli, vice-presidente executivo de Ferrosos 

Esta foi a primeira participação da vice-presidente executiva de Metais Básicos, Deshnee Naidoo, no evento. Ela apresentou um panorama sobre as oportunidades do mercado de cobre e níquel, impulsionados pela descarbonização e pela transição energética. Deshnee também falou sobre os nossos diferenciais competitivos, como produtos de classe mundial e de baixo carbono, acordos comerciais estratégicos com empresas como Tesla, Northvolt e GM, e dos avanços em inovação e tecnologia para melhoria de segurança e desempenho, como a inauguração do Centro Integrado de Operações Remotas (iROC), em Sudbury (Canadá).  

Além disso, ela abordou outros progressos em performance e a estratégia para o futuro, com a recente aprovação do projeto de construção do 2º forno em Onça Puma, no Pará (Brasil), e o avanço dos Projetos Bahodopi e Pomalaa, na Indonésia, que permitirão o crescimento da nossa produção de níquel. 

“Esse é o momento certo para o níquel e para o cobre e nós temos um negócio diferenciado em termos dos recursos que temos. Temos acesso às áreas geográficas certas, lideramos uma agenda de baixo carbono e estamos trabalhando em ações pontuais para estabilizar as nossas operações atuais e crescer a partir delas, assim como temos vários projetos sem paralelo que estamos implementando o mais rápido possível para ele chegar ao mercado que anseia muito por eles.” - Deshnee Naidoo, vice-presidente executiva de Metais Básicos  

Deshnee também apresentou mais uma entrega bem-sucedida da nossa empresa: o projeto de expansão a operação do Salobo, a maior operação de cobre da Vale, no Pará (Brasil). 

A iniciativa possui investimento na ordem de US$ 1,1 bilhão e consiste na implantação da terceira linha de beneficiamento com capacidade de 12 Mtpa, aumentando nossa produção de cobre entre 30 e 40 mil toneladas por ano. E, além de ter sido planejado para uma operação de classe mundial, o projeto ainda está em linha com a nossa meta de dobrar a quantidade de mulheres em nossas operações até 2025, pois mais de 40% da força de trabalho da nova planta é feminina.  

A previsão é que Salobo III esteja operando com sua capacidade total no quarto trimestre de 2024. 

O vice-presidente executivo de Finanças e Relações com Investidores, Gustavo Pimenta, iniciou a sua participação falando sobre metais básicos, produto que têm aumentado a sua demanda no mercado e apresentado potencial para se tornar peça importante na transição global para a energia de baixo carbono.  

Na nossa empresa, entendemos que, com os investimentos e ativos certos, temos não apenas uma oportunidade de negócio, mas um chamado social para atender aos requisitos da transição energética. Temos buscado estratégias comerciais que explorem o potencial desse segmento e, para isso, estamos trazendo um acionista minoritário, com participação de até 10%, para os negócios de Metais Básicos. O objetivo é acelerar e solidificar essa operação, trazendo oportunidades para o negócio, mas sem a intenção de venda ou fusão, uma vez que temos os minerais mais importantes do mundo. 

Além disso, ao analisar a nossa evolução na reparação de Brumadinho e a criação de metas sociais e ambientais, Pimenta afirmou que “estamos muito satisfeitos em ver a nossa evolução na avaliação de ESG [Ambiental, Social e Governança, do inglês Environmental, Social, and Governance]”, finaliza.  

Downloads e replay

Assista ao replay da webcast e faça o download da apresentação.

Confira os vídeos apresentados no Vale Day 2022